pesquisa

23 de Maio de 2018

Minuto DP – Pesquisa exclusiva: Lula é quem mais envergonha o País

Minuto DP – Pesquisa exclusiva: Lula é quem mais envergonha o País

SAIBA MAIS: – http://bit.ly/2jtvLlp
20 de Maio de 2018

Tempo gasto em computadores afeta bem-estar de jovens, diz pesquisa

Comportamento moderno

Tempo gasto em computadores afeta bem-estar de jovens, diz pesquisa

Aspectos como autoestima, satisfação com a vida e felicidade caem

Ficar em frente a telas para navegar na internet, acessar redes sociais ou jogar videogame tem impacto negativo no bem-estar de adolescentes. A tese é de uma pesquisa conduzida por três acadêmicos das universidades da Georgia e de San Diego, nos Estados Unidos, publicada neste ano. Os investigadores analisaram dados de um levantamento anual feito no país com respostas de mais de 1 milhão de meninos e meninas. Os pesquisadores observaram os índices de bem-estar, entendido como uma sensação a partir de diversos critérios, e identificaram uma queda brusca, desde 2012, em aspectos como autoestima, satisfação com a vida e felicidade. O estudo revelou também redução no sentimento de satisfação como um todo, menos entusiasmo dos jovens na relação com amigos e na diversão e queda da sensação de segurança. Ao buscar as causas da redução, chegaram à conclusão que quanto maior o uso de computadores e dispositivos eletrônicos, menor o bem-estar relatado pelos adolescentes entrevistados. Aqueles que usam meios eletrônicos por seis horas ou mais tiveram índices de infelicidade quase o dobro da média. As atividades de maior impacto negativo foram: navegar na internet, jogar videogame e acessar redes sociais. Os adolescentes que gastam muito tempo em redes sociais apresentaram índice 68% maior de infelicidade. O efeito negativo sobre o bem-estar foi maior entre os adolescentes de menor idade do que entre os mais próximos da vida adulta. Já aqueles jovens que passam menos tempo em frente a telas e que realizam outras atividades se disseram mais felizes. Entre as atividades relacionadas estão estudos, passeios, prática de esportes e interações sociais presenciais com a família, amigos e conhecidos. “A combinação de interações sociais presenciais menores (que estimulam o bem-estar) e o uso de comunicações eletrônicas mais constante (que impactam negativamente o bem-estar) podem ser duas causas possíveis e relacionadas do declínio do bem-estar psicológico”, afirmaram os autores no estudo. Um dos fatores que estimularam o maior consumo de serviços eletrônicos, na avaliação dos autores é a disseminação de smartphones. Segundo o estudo, a presença de smartphones entre adolescentes pulou de 37% em 2012 para 73% em 2015. Além disso, o tempo crescente que os jovens gastam no uso de dispositivos eletrônicos tem impacto na qualidade do sono e pode, acrescentam os autores, levar ao vício. (ABr)
15 de Maio de 2018

MPT exige de novela da Globo diversidade racial que não pratica

MPT exige de novela da Globo diversidade racial que não pratica

O próprio Ministério Público do Trabalho (MPT) não pratica a política que, em nome da diversidade racial, impõe à TV Globo sob pena de a empresa responder a ação judicial. O MPT notificou a emissora para contratar mais atores negros para uma novela que nem havia sequer estreado, mas não faz o mesmo: no MPT, são negros apenas 9 dos seus 776 integrantes. Algo como 1,16% do total de procuradores. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder. A assessoria do MP do Trabalho confirmou que existem apenas seis mulheres e três homens negros procuradores. 71,26% são brancos. Estudo das universidades Cândido Mendes, UFRJ e UFMG revela que, até 2016, eram negros apenas 2% dos integrantes do MP da União. O Centro de Estudos de Segurança e Cidadania da Cândido Mendes conclui: a maioria do MP é de homens brancos, com pais universitários. As mulheres representam de 51% da população, mas no ministério público não passam de 30% do total, segundo o levantamento.
14 de Maio de 2018

Dólar opera em alta e chega a R$ 3,64 nesta segunda

Chegou a R$ 3,64

Dólar opera em alta e chega a R$ 3,64 nesta segunda

Aumento acontece mesmo com atuação reforçada do Banco Central

Mesmo com uma atuação mais forte do Banco Central por meio dos leilões de venda de dólares no mercado futuro (swaps cambiais), a moeda norte-americana está em alta. Às 15h15, a moeda dos EUA subia 0,47%, a R$ 3,6379 para venda, mas chegou a R$ 3,6405 na máxima do dia. Já o dólar turismo era vendido a R$ 3,76, mas chegou à marca de R$ 3,79 mais cedo. Na sexta-feira, moeda dos EUA fechou a sessão cotada a R$ 3,6011, em alta de 1,55% O dólar está em alta em todo o mundo por conta da expectativa de elevação mais rápida do que o previsto da taxa de juros dos Estados Unidos. A alta da taxa de juros americana atrai dinheiro para economias avançadas, provocando a fuga de capitais financeiros de países emergentes, como o Brasil. A crise na Argentina também acaba gerando efeitos para o Brasil porque os investidores costumam avaliar todos os países emergentes como iguais. O cenário político interno também é negativo ao olhos do mercado financeiro, que reage ao resultado da pesquisa MDA/CNT, que confirma os comentários que circulavam nas mesas de operação na sexta-feira de que o pré-candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT) poderia herdar parte das intenções de votos que estavam indo para o ex-presidente do STF Joaquim Barbosa, que desistiu de disputar o pleito deste ano na semana passada. Ainda pela pesquisa, sem Lula, Bolsonaro tem 18,3%; Marina 11,2%, Ciro 9% e Alckmin, 5,3%. O ex-presidente ainda lidera, mesmo preso e condenado, quando está no cenário. Na última sexta-feira (11), após o fechamento do mercado, o Banco Central anunciou ajustes nos leilões de contratos de sawps cambiais, equivalentes à venda de dólares mercado futuro. O BC passou a fazer leilões com vencimento em junho e antecipou operações adicionais. Com os ajustes, hoje (14) o BC iniciou a oferta diária de rolagem integral de 4.225 contratos, com vencimento em junho. Além disso, o BC iniciou hoje (14) a oferta adicional de 5 mil novos contratos ao longo do mês e não apenas ao final como estava previsto.